quinta-feira, 10 de março de 2016

Homem é tudo safado mesmo




Mas ele é muito idiota mesmo! Como é que esse abestado tem coragem de fazer uma coisa dessas? Já imaginou se todos os garotos fossem assim? Estaríamos totalmente fritas! É sacanagem! Um ousadia da parte dele. Para falar a verdade, um atrevimento. Falta de vergonha na cara, para completar. Filho de uma égua, cachorro, safado, filho da puta. O que é que eu vou fazer aqui, sozinha no quarto dele, na casa dele? Pra onde é que ele foi? Nem me deu satisfação. Mas é muita sacanagem. Nunca mais vou fazer uma coisa dessas, não confio mais em filho da puta nenhum. Deveria ter escutado a minha querida mãezinha. "Homem é tudo safado, minha filha", é o que sempre me diz, mas nunca dei ouvidos. Agora, depois de ter feito a merda, fico pensando nisso. E eu que pensava no grande cabedal de qualidades que o sem vergonha deveria ter. Só vi as qualidades na transa. Pessoalmente só vi um defeito, e foi apenas esse bastou para me deixar puta da vida.
Você não sabe o que aconteceu, com certeza não sabe. Fiquei escarrando um cara aí, e ainda não disse o que foi que rolou. Pois bem, vou dizer. É um breve resumo do acontecido.
Tinha ido para uma festa em uma boate famosa na cidade. Meus pais não queriam que eu fosse, pois aquela região, onde ficava a casa de eventos, tornava-se, a cada dia, mais violenta. Persisti e os convenci a me deixarem ir para a festa, afinal, não era mais uma criança, nem adolescente, mas uma adulta de 21 anos. Eles permitiram, depois de séculos de conversa.
Cheguei na balada, estava muito animada. Fiquei com um, fiquei com outro. Depois com outro. Até que apareceu o Adriano. A gente ficou e ele me convidou pra ir à casa dele. Eu aceitei.
Chegando lá, fomos direto para o quarto. A transa rolou. Foi muito legal, dei nota dez para o gostoso, quando terminou. Me convidou para dormir lá, e eu aceitei. Quando acordei, já estava eu sozinha na cama. O desgraçado tinha saído e me deixado ali, pagando chá de cama. Cachorro. Agora estou aqui, esperando aquele filho da puta chegar não sei nem de onde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu Blog · Design por Alves Alvin · Todos os direitos reservados - Copyright © 2014 · Tecnologia do Blogger