terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Nada melhor do que um abraço




Não existe nada melhor do que um abraço. Principalmente quando é um daqueles bem apertado. É abraço de amigo, de colega, de namorado, de ficante, de desconhecido... bem, existem vários tipos de abraços por aí. É um melhor do que o outro, acho. Quer dizer, todos eles fazem bem. É bom pra saúde, pro coração, pra tudo aquilo que esteja relacionado ao temperamento. Nunca vi ninguém triste, depois de ter abraçado o próximo. É claro que vi algumas pessoas chorando depois de ter recebido um abraço. Mas o motivo, nesse caso, não é nada oculto. Quando você se despede de alguém que ama muito, o que você faz? Você o abraça e depois sai correndo pela rua, gritando e soltando fogos no céu, como se tivesse a intenção de mostrar pra todo mundo o quanto está feliz de ter aquela pessoa longe de você? Não, duvido muito. Você geralmente abraça ela e, em seguida, começa a chorar. Isso é natural no ser humano. Choramos por qualquer motivo. Se estamos felizes, tristes, deprimidos, zangados, furiosos, estressados, alegres, motivados, desmotivados, entre outras desculpas. Por isso eu lhe recomendo(assim como todo mundo) que nunca segure um choro, faz mal. Se quer chorar chore.

É melhor eu mudar de assunto. Bem, estava falando de como é bom receber um abraço. Vamos imaginar que você está em um parque, em pleno pôr do Sol, apreciando com sua companhia a imagem de uma imensa estrela cor de laranja descendo no lado Ocidental da Terra. É uma imagem belíssima, em qualquer parte do nosso planeta. Mas a cena que imaginamos é muito mais linda. Pois você está em um parque repleto de árvores, flores, grama(muita grama) e, pra variar, uma pequena lagoa, com pequenos pássaros próximos a ela, saboreando sua água doce e fria. Você está apaixonado pela companhia, e esta sente o mesmo por você. Ela está feliz, obviamente, você sente o mesmo.  É obrigação sua, retribuir aquilo que é dado a você, de um modo diferente ou igual. Sabe o que você deve fazer numa cena como essa? Você abraça a companhia. Depois diz a ela, a companhia, que pode ser uma mulher ou um homem, isso vai depender do seu desejo, que a ama muito. Que é a pessoa mais importante da sua vida, e que não existe ninguém nesse mundo igual a ela. Depois você a beija, depois a abraça... e repete tudo de novo. Em seguida, a apresentação do Sol acaba e você vai a sua casa, levando a companhia para o seu dormitório, para fazer amor e se sentir a pessoa mais feliz do mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu Blog · Design por Alves Alvin · Todos os direitos reservados - Copyright © 2014 · Tecnologia do Blogger