sábado, 6 de fevereiro de 2016

Chegou o Carnaval!




Oba! Chegou o Carnaval! A melhor época do ano! É nesse período que rola muita pegação, na minha opinião. As garotas abusam da liberdade dada pelos pais e vão dá uma volta por aí, à procura de alguém para compartilhar essa imensa alegria no início de Fevereiro. É época também dos descuidados, que não estão nem aí para as doenças sexualmente transmissíveis e que, mesmo estando muito bem informados sobre os riscos de se contrair uma DST, andam por aí que nem um bando de malucos, indo atrás de mulheres solteiras, como se o mundo fosse acabar depois do carnaval. Quem foi que disse isso? Toma cuidado, rapaz.
Toma muito cuidado. Todos sabem como é que anda a saúde brasileira. Se contrair algum tipo de doença, é morte certa, tá ligado? Não há uma morte pior do que aquela causada pela AIDS. Quando você fica sabendo que a contraiu, vem primeiramente o choque. Depois a negação. Depois o aperreio para fazer um tratamento, de qualidade, o mais urgente possível. Aí, quando se do nada descobre que está no Brasil e que a obtenção de um tratamento é muito íngreme, vem a pior fase de todas: a loucura, o estresse, a violência contra si próprio e contra os demais que tentam ajudar. Por isso, você deve ter uma atenção bastante redobrada neste período. Se divirtam bastante. Transem muito. Façam bastante sexo. Fodam bastante. Com um, com dois, com três... com quantos você quiser. Não, isso não. O certo é dizer: com quantos quiserem transar com você. Você também não pode andar por aí forçando as pessoas a transarem com você. Isso é crime. Além de ser difícil de se conseguir fazer. Se você é mulher é muito mais fácil conseguir um homem pra transar. É como se parodiasse aquela música do Luan Santana. Em vez de cantar "É só fazer assim, que eu volto", a mulher basta fazer assim que o marmanjo vem todo brincalhão. Para o homem é mais complicado. Tem que ficar um tempão sendo visto pela mulher para que esta possa se sentir atraída por ele. Tem que ter muita paciência. Mas isso não tira e, muito menos atrapalha, a diversão da festa. Vão brincar, beijar na boca, bagunçar, transar e fazer outras coisas que resultam em alegria. Não sou contra isso, muito pelo contrário. Mas tem que haver cuidado e responsabilidade. Proteção é uma palavra muito importante nessa festa carnavalesca. Principalmente por parte dos homens, pois são eles que tem por obrigação carregar nos bolsos de suas calças, bermudas ou carteiras aquele item indispensável em uma relação sexual segura: a famosa camisinha. Todo mundo já deve ter visto uma por aí. Adolescente, adulto, idoso... e até criança já deve saber o que é um preservativo. Do jeito que anda essa garotada dos tempos modernos, antenada no que rola na internet, não duvido nada. E você? Com certeza deve concordar comigo, pois isso que falei é bastante óbvio, não acha? Está na cara. Pois bem, o recado foi dado. Cuidem-se.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu Blog · Design por Alves Alvin · Todos os direitos reservados - Copyright © 2014 · Tecnologia do Blogger