quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Recordando os velhos tempos




"Meu Deus, que diabo de baixaria é essa, José?", diz Francisca que, aos 70 anos de idade, aposentada e sem energia para se divertir na cama com seu querido esposo, o José, de 71 anos, não consegue dormir direito por conta do barulho no apartamento de cima. O som é bastante peculiar. É um tal de "vaco-vaco" em cima da cama, misturado com o ranger das dobradiças do móvel que, pelo barulho, pode-se notar que é um daqueles bem antigos.
Seu José não sabe o que é que diz sobre aquilo:
- Eu não sei o que dizer sobre isso, minha nêga.
- Mas tu sabe muito bem o que diabo é que eles estão fazendo, não sabe?
- Sei sim... Disse José, em tom jocoso.
- Tu acha isso engraçado?
- Você não acha?
- Mas é muita falta de respeito... Pelo amor de Deus.
- Ora, minha nêga... Deixa pra lá. Não liga pra isso, não. Eu estava só brincando. Você se lembra daquele tempo em que quebrávamos a nossa cama?
Dona Francisca começou a pensar naquele tempo. Pensou, pensou e, em seguida, não se segurou e caiu na gargalhada.
- O que é que tu tem, mulher?
- Tu parecia um animal! KKKK
José também caiu na gargalhada.
E os dois ficaram ali, rindo de um tempo que eles não podem mais recuperar, mas somente recordar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu Blog · Design por Alves Alvin · Todos os direitos reservados - Copyright © 2014 · Tecnologia do Blogger