sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Não é mais como antigamente




É muito raro, atualmente, as pessoas, quando estão interessadas em praticar a masturbação, usar revistas com conteúdos pornográficos para atingir aquele orgasmo. O mais comum, hoje em dia, é se estimular por meio dos vídeos pornográficos. Há uma variedade deles por aí. A maior parte deles, isto é, praticamente todos os vídeos adultos disponibilizados gratuita e particularmente podem ser encontrados na internet. São milhões, bilhões, trilhões... A lista é infinita. Não literalmente. É uma lista contínua, que se expande a todo dia, hora, minuto e segundo.
Não se vê mais, como antigamente, aqueles calendários pornográficos. Um pequeno cartão que continha foto de uma modelo totalmente nua e, no lado oposto da imagem, o calendário atual. As bancas de revistas masculinas não conseguem mais lucro. Essa é a minha opinião.
Atualmente, é o que observo, os homens tem uma maior dificuldade de se excitar por uma mulher, comparando estes com os outros de décadas passadas. Quer um exemplo? Pois bem...
No século passado, com toda aquela falta de liberdade da mulher, esta vivia praticamente escondida, enfurnada, dentro de casa. Só tinha uma função: ser dona de casa. A mulher raramente podia ser vista por um homem, certo? Então, obviamente, os homens não tinham muito acesso às mulheres, com exceção daquelas que frequentavam bordéis. Mas o que estou querendo dizer aqui é que, naquele tempo, o tempo de nossos avós, bisavós e tataravós, o homem solteiro não tinha muito contato com a mulher solteira e, quando isso acontecia, rolava aquela coisa quente e erótica entre os dois, isso durante um simples beijo. O beijo na rua naquela época, diga-se de passagem, era considerado uma baixaria, sabia? Hoje em dia não, beijar na boca em plena luz do dia virou algo natural e simplório. Graças a Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu Blog · Design por Alves Alvin · Todos os direitos reservados - Copyright © 2014 · Tecnologia do Blogger