sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Foi sem querer




- Delícia...- disse Gabi - Quer que eu tire a roupa, né? Seu safadinho...
- Mais é claro...- disse Rafael que, naquele momento, já estava a ponto de explodir, de tanto tesão pela garota.
Os dois jovens estavam ali, em pé sobre a escada de emergência do prédio. Não havia ninguém no local e o casal não queria perder essa oportunidade.
- Você tem camisinha?- perguntou Gabi.
- Não uso camisinha- respondeu o jovem.
- Como assim "não uso camisinha"?- Indagou a garota.
- Quer dizer, eu uso sim.
- Você disse que não usava, Rafael. Acho muito estranho isso, a gente sempre transou com preservativo. Anda, responde!
- Responder o quê?
- A minha pergunta, hora.
- Você não me perguntou nada, amor.
- Por que que você disse que não usa camisinha se, comigo, você sempre usou?- Gabi já estava ficando irritada.
- Eu só me expressei mal, só isso. Foi sem querer.
- Rafael.
- O que foi?
- Você anda me traindo?
- Não.
- Fala a verdade.
- Estou sendo sincero.
- Não quero que você seja sincero, quero que fale a verdade.
- "Não quero que você seja sincero, quero que fale a verdade", mas o que significa isso?
- FALE A VERDADE, RAFAEL!
- Eu não te traí, amor. Só falei pra te deixar excitada, e ficar mais excitado, confesso. Tenho fantasias por sexo sem camisinha, só isso. Nunca te traí. Vamos Gabi, tava tão gostoso...
Gabi não respondeu às súplicas de seu namorado e, já mal humorada, arruma sua roupa e tenta sair do local, mas não consegue. Gabi tem muita atração por aquele jovem rapaz e, pensando como seria difícil arranjar um garotão como aquele por aí, decide voltar.
- Olha, espero que esteja me falando a verdade. Odeio traição, você sabe muito bem disso.
- Mas eu não te traí nunca nessa vida, Gabi.
- É bom mesmo porque, caso contrário, eu arrancaria esse seu instrumento que me dá muito prazer e levaria para o meu quarto para saciar meus desejos. E você ficaria "pênisplégico".
- "Pênisplégico"?
- Sim, exatamente.
E os dois ficaram ali, naquele corredor, trocando beijos e carícias não recomendados a menores de dezoito anos. Rafael pondo a mão no interior da calcinha de Gabi. Esta, por sua vez, já vasculhando a cueca do rapaz e, o tesão da cada um, aumentando de forma contínua e paralelamente. Por fim, a garota disse:
- Quero sem camisinha...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu Blog · Design por Alves Alvin · Todos os direitos reservados - Copyright © 2014 · Tecnologia do Blogger